Judy Obregon encontrou uma gambá grávida que parecia estar morta. A mulher estava em seu carro quando viu uma gambá aparentemente morta na estrada, mas, apesar do que parecia, ela parou e, graças a isso, salvou a vida desse animal indefeso que mais tarde mostrou gratidão através abraços.

Judy saiu de seu carro, observou mais de perto, e o pequeno animal ergueu a cabeça e olhou para ela, era como se a gambá sabia que ela estava lá para ajudar.

A mulher se aproximou do gambá e viu que não só estava ferida, mas também estava grávida, aparentemente alguém a havia disparado com uma pistola de chumbo contra o animal.

Judy disse:
“Eu sabia que não podia ir embora”.

Ela colocou o gambá em uma caixa e a levou à casa de sua sogra até que Tabatha chegou, uma reabilitadora de animais selvagens.

Tabatha disse:

“Ela não tentou me morder uma vez. Sabia que estou aqui para ajudá-la, não para machucá-la. Eu acho que tem possibilidades”

A pobre gambá, a quem a chamavam de Angel, estava com medo, mas abraçou o marido de Tabatha para se sentir segura, ela demonstrou o quanto estava agradecida com essas pessoas.

A gamba grávida está se recuperando

Agora ela aproveita a vida com outros gambás na propriedade onde também há uma lagoa e um lago.