Há pessoas que criam animais curiosos, que fogem um pouco do que é mais comum, como cães e gatos. Há tutores que preferem cobras, aranhas e lagartos, por exemplo. Por outro lado, o amor de algumas pessoas nos faz ver algo que era óbvio, porém ninguém tinha notado. Uma estudante adotou um burrinho e, com isso, provou que este animal já devia ter entrado para a lista de pets há muito tempo.

Tudo começou quando Payton Dnkworth recebeu uma ligação de um amigo, que mora em um rancho. O tal amigo convivia em um local de criação de cavalos. Do outro lado da linha, ele disse a Payton que tinha encontrado um burrinho faminto em uma estrada. O animal, em resumo, tinha sido abandonado pela mãe.

Ele entrou em contato com a amiga, pois não podia deixar o animal e não tinha condições de cuidar dele.

Ao site The Dodo, a estudante disse que o amigo perguntou se ela não poderia cuidar do burrinho. Ela já era conhecida por amar animais, e por isso foi convocada. Quando foi conhecer o bichinho, viu que era a coisa mais linda.

Estudante adotou burrinho para cuidados e acabou se apaixonando

Ainda em entrevista ao The Dodo, ela disse: Ele não estava com boa saúde e estava muito fraco. Eu, como amante dos animais, não poderia deixar que ele morresse”.

O começo da amizade foi complicado. O animal foi chamado de Jack. Inicialmente, ela precisava ficar acordada, tomando conta do burrinho, que precisava se adaptar. Enfim, não é todo dia que vemos um burro morando em uma casa. Claro que ele tinha um espaço, mas ainda assim não era uma casa.

Depois de um tempo, Jack foi alimentado, se acalmou, e começou a se aproximar de Payton. Depois de ser amamentado por algumas semanas, o animal voltou a ganhar peso e ficou mais forte e bonito.

Agora, o burrinho é parte da família e ajudou a dona a escolher de vez a profissão. Payton pretende se especializar em partos de animais.